Sábado, 15 de Dezembro de 2018
Entretenimento

Fernando de Noronha, um paraíso no Atlântico do Brasil visto do alto

Publicada em 19/12/15 às 21:10h - 528 visualizações

por 1001 Noticias FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: 1001 Noticias FM)

Vale a pena conhecer o Arquipélago de Fernando de Noronha. São 21 ilhas e ilhotas, apenas 17 km² e a menor BR do Brasil. O lugar é verdadeiro paraíso onde natureza, preservação e toda sua biodiversidade continua totalmente protegida.

Noronha é um distrito de Pernambuco, mas antes de ir é preciso saber que toda ilha está dividida entre a APA (Área de Preservação Ambiental) e o Parque Nacional Marinho. O ideal é ficar pelo menos 5 dias para explorar e se encantar com esta ilha que fica no atlântico brasileiro.

Baía do Sancho, Baía dos Porcos e a Cacimba do Padre, são praias que ficam no Mar de Dentro, local mais tranquilo. Já no Mar de Fora, duas praias são imprescindíveis para quem deseja conhecer a ilha: Sueste é uma praia totalmente protegida que só é possível nadas com coletes, óculos de mergulho e snooker. Não adianta tentar quebrar as regras, pois a fiscalização e rígida para proteger o local onde as tartarugas enormes se alimentam. Já na Praia do Leão é o local preferido para desova das tartarugas.

Antes de viajar é preciso saber que existem taxas e mais taxas na ilha. Além do seu pacote que inclui passagem aérea e hospedagem, existe a TPA (Taxa de Preservação Ambiental) que incide no número de dias que você deseja ficar na ilha. Atualmente é cobrado R$ 51,40 por pessoa a cada dia na ilha, ou seja, um casal que deseje a permanecia de 5 dias vai desembolsar R$ 503,72 e não para por ai, existe também outra taxa que na verdade é um ingresso para visitar a área do Parque Nacional Marinho onde brasileiro pagam R$ 89,00 e estrangeiros R$ 178,00. Sem este ingresso, você não conhecerá as mais belas praias de Noronha.

Pague antes sua Taxa de Preservação Ambiental http://www.ilhadenoronha.com.br/ailha/taxadepreservacao_em_noronha.php#e também o ingresso para visitação do Parque Nacional de Fernando de Noronhahttps://www.parnanoronha.com.br/vendas/vendaonline...

2 de 11
 tela cheia
 slideshow
Praia Cacimba do Padre (Foto: Praia Cacimba do Padre)

Uma dica legal é alugar o buggy, sai por R$ 180,00 por dia e a gasolina custa R$ 5,79 o litro. Não se preocupe, pois a ilha tem a menor BR do Brasil, cerca de 7 km, bem sinalizada e com acesso a todas as praias.

Se não quiser alugar um buggy, tem ônibus bem novinho, passa a cada meia hora das 7 da manhã até meia noite e te leva a todos os lugares da ilha. O melhor local de se hospedar é próximo a Vila dos Remédios.

Tem um passeio chamado "Ilhatur" que levará para conhecer as principais praias e points da ilha. Um conselho que dou: melhor mesmo é alugar um buggy e fazer isso sozinho, pois cada pessoa tem que pagar R$ 180,00 reais pelo corrido "ilhatur". Se organize antes e faça seu roteiro.

Fernando de Noronha é lugar que você jamais imaginou existir. É tudo muito bonito e organizado.

Para evitar gastos elevados, pois tudo é muito caro, que tal levar lanchinhos e água? Lembre-se que cada passageiro tem direito a 23 quilos de bagagem. Digo isso, pois uma garrafa de 500 ml de água mineral custa em média 7 reais. 

Para fazer as refeições, prepare o bolso. Os pratos "À la carte" custam em média R$ 80,00. Tem um restaurante chamado Flamboyant onde é possível almoçar mais barato, lá a comida a quilo não sai por menos de 60 reis. O restaurante fica na Vila dos Remédios.

Encontrei também uma tapioca deliciosa da Babalu onde é servido a melhor tapioca da ilha por apenas 10 reais.

Não deixe de fazer um passeio de barco em Noronha. Existe um chamado "entardecer" que custa R$ 140,00 por pessoa. Sai sempre às 16 horas e o retorno acontece após o por do sol no mar. Não se preocupe, pois sempre te pegam e te deixam na pousada.

Não deixe de visitar o projeto TAMAR. Todas as noite existem palestras gratuitas, sempre às 20:00 horas para você aprender um pouco sobre vida marinha de Noronha. Os palestrantes são os melhores do mundo e ainda tem uma lojinha no local onde todo lucro é revertido para o Projeto.

Por ser um Parque, Noronha tem várias restrições, entre elas o uso de drones em qualquer local da ilha, exceto para jornalistas a serviço. Mas antes é necessário fazer um projeto e ser autorizado os locais que poderão ser feitas imagens aéreas.

Nosso agradecimento ao ICBIO que tem a frente em Noronha o jovem Eduardo Macedo e toda sua equipe que vem desenvolvendo um trabalho magnifico. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade é uma autarquia em regime especial. Criado em 28 de agosto de 2007, pela Lei 11.516, o ICMBio é vinculado ao Ministério do Meio Ambiente e integra o Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama).

Cabe ao Instituto executar as ações do Sistema Nacional de Unidades de Conservação, podendo propor, implantar, gerir, proteger, fiscalizar e monitorar as UCs instituídas pela União e fomentar e executar programas de pesquisa, proteção, preservação e conservação da biodiversidade e exercer o poder de polícia ambiental para a proteção das Unidades de Conservação federais.

No Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, o Instituto também é responsável pela fiscalização dos serviços terceirizados, visitação, hospedagens e passeios. Assim, dentro desse contexto, desenvolve ações que integrem o Parque às comunidades vizinhas, através de parcerias com as escolas, empresas, universidades e instituições, com o objetivo de educar e tornar o cidadão mais próximo e consciente sobre a importância da natureza.

Planeje hoje mesmo sua ida a Noronha!






Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (83) 9 88 66 50 11

Visitas: 3216826
Usuários Online: 292
Copyright (c) 2018 - 1001 Noticias FM