Terminou tudo igual no clássico no Maracanã desta quinta-feira, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de um primeiro tempo sem gols, o Fluminense saiu na frente do Flamengo, mas cedeu o empate logo depois. A partida acabou em 1 a 1.


Ambos os gols foram marcados por jogadores do Flamengo. Pará abriu o placar para o Fluminense com um gol contra. Rever foi o responsável pela igualdade pouco depois.

O resultado segurou os dois rivais na tabela de classificação no Campeonato Brasileiro.

O Flamengo tem agora 40 pontos e é o sétimo colocado, três pontos atrás do Botafogo. Por enquanto, a equipe estaria na Libertadores porque o Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil, está entre os seis primeiros.

Já o Fluminense, que chega à sexta rodada seguida sem vitória no Brasileiro, fica com 32 e aparece em 15º lugar. A distância para o São Paulo, primeiro clube dentro da zona de rebaixamento, é só de um ponto.

  • Os gols
Dourado diz que não faltou aviso a Wendel: 'Foi rápido alcançar um patamar, a queda é mais rápido ainda'

As redes só balançaram no segundo tempo. Aos sete minutos, Henrique Dourado fez um cruzamento para a área. Na tentativa de cortar, Pará acertou um chute de primeiro na bola com a intenção de mandar a bola para escanteio, mas acabou acertando o gol e fez contra.

O Fluminense ficou na liderança do placar por 16 minutos. Em uma cobrança de falta de Éverton Ribeiro, Réver apareceu sozinho na área para cabecear e empatar para o Flamengo.

A igualdade não agradou ninguém, e os jogadores deixaram isso bem claro nos minutos restantes. O jogo ficou muito aberto, com chances de ataque para ambos os lados até os acréscimos.

  • Jogo aberto
Rueda explica escalação de Rômulo e cita equilíbrio com Márcio Araújo e Éverton Ribeiro

Apesar de o primeiro tempo ter acabado sem gols, as chances para balançar as redes apareceram de ampas as partes. Diego Alves apareceu com defesas importantes em um chute de Gustavo Scarpa e em um cabeceio de Henrique Dourado. 

Diego Cavalieri não trabalhou menos. O Flamengo até levou uns minutos a mais para começar a criar. Mas quando começou, exigiu intervenções importantes do goleiro adversário em uma finalização de Éverton Ribeiro e em um voleio na área de Rever, em um lance no qual a bola ainda resvalou na trave. 

No segundo tempo, depois de tomar o gol, o Flamengo foi para cima e passou a ameaçar ainda mais a área adversária. Enquanto isso, o Fluminense tentava apostar nos contra-ataques explorando a velocidade pelas laterais do campo. 

Situação que não mudou depois do gol de empate. O Flamengo seguiu ameaçando como antes e com mais posse de bola, mas o Fluminense não deixou de tentar atacar quando tinha a chance para isso. 

  • Jejum de vitórias
Abel Braga diz que Wendel chega atrasado todos os dias: 'Está fora do grupo'

Nos últimos seis jogos que fez no Brasileiro, o Fluminense conquistou só dois pontos. O time de Abel Braga perdeu de Vasco, Atlético-PR, Palmeiras e Grêmio e empatou com Vitória e Fluminense. 

A última vitória foi há um mês e meio: diante do Atlético-MG, por 2 a 1, no dia 21 de agosto.

  • Próximos compromissos
Publicidade
Para Gian, Fla x Flu foi um jogo ruim tecnicamente, mas divertido no segundo tempo

Os dois times voltam a entrar em campo no domingo. O Flamengo vai encarar a Chapecoense em Chapecó. Já o Fluminense receberá a visita do Avaí, em um duelo direto na luta contra o rebaixamento.

  • Ficha técnica


FLAMENGO 1 X 1 FLUMINENSE 

Data: 12/10/2017
Hora: 17h (de Brasília) 
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ) 
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP) 
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo da Costa (SP) 
Cartões amarelos: Lucas, Reginaldo, Marcos Júnior e Douglas (Fluminense) Berío e Lucas Paquetá (Flamengo) 
Gols: Pará (contra, para o Fluminense), aos 7 do 2º tempo; Réver (Flamengo), aos 24 do 2º tempo

Flamengo: Diego Alves; Rodinei (Guerrero), Réver, Juan e Pará; Márcio Araújo (Trauco), Rômulo (Willian Arão) e Eveton Ribeiro; Everton, Berrío e Lucas Paquetá 
Técnico: Reinaldo Rueda

Fluminense: Diego Cavalieri; Lucas, Reginaldo, Gum (Nogueira) e Léo; Ricahrd, Douglas, Sornoza e Gustavo Scarpa (Peu); Marcos Junior (Romarinho) e Henrique Dourado
Técnico: Abel Braga