Esportes

Estádios com restrições participarão de Campeonato mas jogo entre Desportiva e Campinense pode ter portões fechados

Publicada em 03/01/18 as 20:45h por 1001 Noticias FM - 32 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: 1001 Noticias FM)

Os estádios da Paraíba que devem ser utilizados durante os jogos do Campeonato Paraibano de 2018, em sua maioria, foram aprovados para o uso com restrições após reunião no Ministério Público da Paraíba (MPPB) com a Federação Paraibana de Futebol (FPF) e os clubes, nesta quarta-feira (03). Apesar dos problemas detectados, o campeonato vai começar no próximo domingo (07) e o procurador Valberto Lira deu "certeza de que teremos o campeonato iniciado e não vai haver nenhum prejuízo".  

Somente a partida entre Desportiva Guarabira e Campinense, que está marcada para acontecer no Estádio Sílvio Porto, em Guarabira, pode ser realizada com portões fechados, caso não cheguem a um consenso. O estádio de Guarabira está passando por reformas e não tem condições de receber torcida já no próximo domingo. A solução  para possibilitar a presença de torcedores no jogo é inverter o campo de jogo.

"A prefeitura está vendo a possibilidade do Desportiva Guarabira fazer uma inversão de campo com o Campinense: ele jogaria no primeiro turno em Campina, no domingo, e depois o Campinense jogaria em Guarabira. Se isso não for possível, então o jogo do Desportiva Guarabira vai ser realizado lá em Guarabira, mas sem a presença de torcida", disse.

Para viabilizar o início das disputas do campeonato, os clubes, a FPF e o MPPB assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Segundo o presidente da Federação, Amadeu Rodrigues, grande parte das restrições diz respeito a fatos pontuais, como falta de placas com informações de saída e emergência.

Na tabela do campeonato estão previstos cinco jogos no próximo domingo (07), marcados para acontecer no Almeidão, em João Pessoa, no Presidente Vargas, em Campina Grande, no Sílvio Porto, em Guarabira, no Marizão, em Sousa e no Perpetão, em Cajazeiras.

"O que mais nos preocupava era a falta dos projetos de prevenção e combate a incêndio e pânico que não tinham sido apresentados", disse o procurador.

O Governo do Estado apresentou os projetos do Almeidão, do Amigão e do Perpetão, assim como os gestores de outros estádios municipais apresentaram seus planos. Ficou definido um prazo de 30 dias para apresentação de adequações por gestores de estádios em que foram apontadas restrições, entre outras definições, como a redução de público e isolamento de algumas partes dos estádios.   

O Amigão e o Almeidão terão redução de público. "Sabemos que a capacidades deles é de 20 mil pessoas, mas foi restrito a 9 mil, até pela falta do sistema de monitoramento eletrônico", disse.

Além disso, Valberto Lira quer o cumprimento do Gol de Placa. "Vamos formular todos juntos um projeto social para que seja cumprido o que determina a legislação que trata do Gol de Placa. A gente sabe da dificuldade dos clubes menores terem esse projeto e a gente vai ver se faz um só englobando todos os clubes", explicou.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (83) 9 88 66 50 11

Copyright (c) 2018 - 1001 Noticias FM